quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Across the Bridge (A Ponte do Destino), de Ken Annakin (1957)

Eu creio que já havia publicado este filme em um dos meus finados canais do YouTube, mas recebi nova indicação de um inscrito do meu blog e desse meu novo canal 'offline' do YouTube Seleções Revista CineTV.

O filme tem um enredo simples, mas absorvente: como desparecer usando uma identidade trocada.Foi baseado em estória do escritor Graham Greene.

Carl Schaffner está viajando em um trem. Ele está tentando escapar de algo terrível e ameaçador (não especificado) e ele está aterrorizado. Em desespero, ele decide atacar um passageiro, assumir sua identidade e levar seus documentos. Ele pretende deixar o trem até o outro lado, passar pelas formalidades oficiais e desparecer com segurança de quem ou do que esteja perseguindo ele. A sua nova identidade, na chegada, é avisado pelo auxiliar de bagagens que tem algo a pegar. É um cachorro. O resto do filme detalha a criação da relação entre Carl e seu novo amigo canino, uma companhia que ele mantém, na tentativa de sobreviver e escapar da prisão.

Grande atuação de Rod Steiger naquele estilo marcante e característico dele, além do seu método "The Method" de atuar.

O diretor Ken Annakin disse que esse foi seu melhor trabalho.

E também é uma das atuações preferidas de Rod Steiger, embora ele ainda se orgulhe mais do seu papel em O Homem do Prego (1964)..

Os atores ingleses ficaram atônitos pela atuação Método de Rod Steiger. Bernard Lee teve problemas com isso, mas o diretor apreciava as animosidades entre os atores. pois isso encaixaria bem nas caracterizações.

Embora ambientado nos EUA, o filme foi filmado inteiramente na Inglaterra para os interiores e Espanha para as externas, fazendo conta do México.

Rod Steiger insistiu em duas semanas de ensaios, para que ele pudesse entender bem a natureza de seu personagem.

Além de Rod, Marla Landi como Mary, Bernard Lee como Chefe Inspetor Hadden, Dolores como o cão e Stratford Johns como um dos detetives no escritório de Schaffner.

Vejam o filme aqui:

Nenhum comentário:

Postar um comentário