domingo, 29 de agosto de 2021

Katyn, de Andrzej Wajda (2007)

Filme indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2008.

Ele relata o massacre de oficiais e cidadãos poloneses na Floresta de Katyn em 1940. 

Aproximadamente 22.000 pessoas foram assassinadas e, dentre elas, 14.000 militares poloneses.

Por que os soviéticos, que ocuparam a Polônia  mataram essas pessoas?

Porque essas pessoas eram considerados a 'intelligentsia' do país, ou seja, formavam um grupo de intelectuais e pessoas de alto nível educacional, quando consideradas por terem cultura e influência política. E, portanto, perigosos para o regime e a ideologia comunista.

Os próprios soviéticos se encarregaram de espalhar que os nazistas haviam sido os verdadeiros assassinos, fato que ficou por muito tempo como verdade. 

O próprio pai do diretor, Andrzej Wajda (na imagem acima), foi morto no massacre. Na época, ele tinha apenas 13 anos de idade. Os restos mortais do seu pai jamais foram encontrados.

O filme começa em 1939 com a invasão da Polônia a oeste pelos alemães e a leste pelos russos, que eram aliados pelo Pacto de Não Agressão assinado por Hitler e Stalin. Com a rendição por parte dos militares poloneses, dezenas de milhares deles caíram nas mãos dos soviéticos e foram colocados em campos de concentração.

Após algum tempo, o destino dos prisioneiros permaneceu um mistério, até que em Abril de 1943, os alemães anunciaram que encontraram covas coletivas de militares na Floresta de Katyn, perto da cidade Smolensk, Rússia Ocidental. Foram encontrados mais de 4.000 corpos.

Link do IMDb, para conhecer os principais atores do filme:  https://www.imdb.com/title/tt0879843/?ref_=tt_urv

O filme pode ser visto no meu canal do YouTube: Seleções Revista CineTV  através deste link: https://youtu.be/zmcJNo19Tw4

E abaixo link para o filme legendado em Português para assistir ou baixar:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0akRR_WWqpKzrn1Ccq?e=w1SmIY


Tre Fratelli (Três Irmãos), de Francesco Rosi (1981)

Em uma fazenda, no sul da Itália, uma mulher idosa morre. Seu esposo manda telegrama, convocando seus filhos.

De Roma, Raffaele, um juiz, que está lidando com um caso político, do qual ele tem medo de ser alvo de assassinato.

De Nápoles, o religioso e ideológico Rocco, que dirige um reformatório para meninos.

De Turim, Nicola, um trabalhador de uma fábrica, que se envolve com disputas no trabalho.

Tre Fratelli, ou Três Irmãos, é baseado em obra do dramaturgo Andrei Platonov e que foi adaptado pelo conhecido roteirista Tonino Guerra. Co-roteirizado por Francesco Rosi, que nunca parece ter alcançado sucesso merecido internacional de outros diretores italianos, a despeito de ótimos filmes como "Salvatore Giuliano" e "O Caso Mattei".

A estória original é situada na Rússia, no começo do século 20. Já esta adaptação é situada na Itália, na segunda metade do século. Embora culturalmente diferentes, a Rússia Soviética e a Itália, a estória é bem contada e se encaixa.

A despeito das diferenças entre os irmãos, no fim, todos os lados são forçados a reconhecer que eles são ainda uma família.

A neta parece representar a inocência que os irmãos foram forçados a abandonar, quando partiram para vidas separadas.

Uma cena sentimental e antológica é proporcionado pelo pai deles e a mãe falecida, quando ele entrega um coelho para a esposa e esta se despede dele.

Com Philippe Noiret como Raffaele, Michele Placido como Nicola, Vittoria Merrogiorno como Rocco, Andréa Ferréol como a esposa de Raffaele e Marta Zoffoli como Marta.

Trilha sonora de Piero Piccioni.

Segue abaixo link para o filme. Há legendas embutidas em Português e Inglês. Quando usar um player de vídeo, clicar com botão direito do mouse e escolher a legenda em Português. 

https://1drv.ms/u/s!AsG-jsm3UF0akROeQs6nLWHa7CeK?e=BZXIDL

sexta-feira, 20 de agosto de 2021

From the Terrace (Paixões Desenfreadas), de Mark Robson (1960)

Este filme é baseado em um romance best-seller de John O'Hara. Uma grande crítica ao materialismo da sociedade americana. 

Paul Newman faz o jovem herdeiro de uma usina siderúrgica na Pensilvânia, mas que não quer trabalhar na empresa do pai e quer ir para Nova York e ter sua vida independente. Mas o que ele quer, na verdade, é ser mais rico que o pai.

Ele acaba conhecendo, em uma festa, uma estonteante loira (Joanne Woodward), uma mulher autoconfiante e materialista, que vira a cabeça dele, para desespero dos pais dela, muito mais ricos que os pais de Newman. Ela engravida e Newman tenta convencer os pais de Joanne que é melhor aceitar o 'garoto pobre'. 

Depois, o casamento deles acaba naufragando e Joanne se torna infiel a ele muitas vezes. Mas Newman suporta isso em troca de ter uma participação em uma grande corporação de investimentos, que o fará ainda mais rico do que seu pai, finalmente.

Ele conhece o arquétipo da boa garota, feita por Ina Balin (um atriz que iria morrer prematuramente aos 52), mas ele vira as costas para ela, por causa do seu verdadeiro amor pelo dinheiro. Será que ele vai salvar a sua alma e se redimir?

Além de Paul Newman, Joanne Woodward e Ina Balin, o destaque vai para Mirna Loy, uma das minhas atrizes favoritas e muito conhecida por sua parceria com William Powell na série de filmes "The Thin Man", que ainda vou colocar todos aqui no blog. 

Ina Balin ganhou o Globo de Ouro como Melhor Atriz Promissora de 1961.

Paul Newman e Joanne Woodward já estavam casados há dois 2 anos, quando esse filme foi realizado.

O título do filme pode significar vendo as coisas de cima, do terraço.

Depois que Paul Newman conhece Joanne na festa e depois se despedem, há um corte abrupto para uma cena seguinte em um barco entre os dois, aparentemente um corte no filme, mas que não faz diferença, porque o objetivo era deixá-los juntos o mais rápido possível.

Link para o filme:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0akQLcnq-W8GPZ3T14?e=04a9AA



Cadaveri Eccelenti (Cadáveres Ilustres), de Francesco Rosi (1976)

Um detetive, Inspetor Rogas, vivido por Lino Ventura, é designado para investigar os misteriosos assassinatos de alguns juízes da Suprema Corte. 

Durante a investigação, ele descobre um complô, que envolve o partido comunista italiano.

O filme lida com um assassino desconhecido, cujas vítimas são juízes, procuradores públicos e magistrados.

O diretor Rosi eleva o crime de assassinato a uma dimensão cataclísmica, dentro da qual um moderna sociedade industrial é arrastada à beira de um colapso.

Mostra as fraquezas das estruturas sociais e a fragilidade de todo o governo.

O país, em que se situa o caso, não é especificado no filme, mas pode representar qualquer nação como estando à beira da anarquia.

A abertura assustadora do filme mostra o Convento de Capuccinos de Palermo, com sua cripta de 8.000 corpos, alguns mumificados e outros se deteriorando nos corredores subterrâneos.

Dirigido por Francesco Rosi e estrelado por Lino Ventura, Tino Carraro como Chefe de Polícia, Renato Salvatori como Comissário de Polícia, Fernando Rey como Ministro da Segurança, Max von Sidow como Presidente da Suprema Corte e Maria Carta como Madame Cres.

Produção de Alberto Grimaldi. Filme baseado em livro de Leonardo Sciascia. E trilha sonora de Piero Piccioni.

Segue link abaixo para ver o filme:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0akQGNHbXS5BG787kZ?e=F0D6wB

sábado, 14 de agosto de 2021

It started with Eve (Um Raio de Sol), de Henry Koster (1941)

Em 1941, um homem idoso, rico e que viveu uma vida de muitos prazeres, agora está morrendo. Seu filho volta às pressas do México para o que parece ser a última visita ao velho pai.  O pai, vivido por Charles Laughton, quer o bem do filho (Robert Cummings) e pergunta sobre sua futura noiva. Ele quer vê-la antes de morrer. 

Imediatamente. Só resta ao filho sair correndo e buscar a noiva. No hotel, onde ela está com a mãe, Robert não consegue encontrá-la, apesar de todos os seus esforços. Desconsolado e querendo satisfazer o último desejo do pai,  antes que acabe morrendo, ele recorre a uma moça que cuida dos agasalhos no hotel e que está deixando o trabalho para ir para casa.  Ela é Deanna Durbin.

Ela topa e o velho senhor acaba gostando de Deanna. E milagrosamente começa a ficar bem de saúde. Era apenas um mal passageiro.

A confusão é gerada porque Robert não consegue se desvencilhar da sua escolha e trocar com sua verdadeira noiva.

Charles Laughton, como sempre, rouba as cenas em que participa. Um dos melhores atores de todos os tempos, indo de um insuportável Capitão Bligh em “Motim no Bounty” a um brincalhão e emotivo, como esse Jonathan Reynolds desta comédia.

Quem também brilha é Deanna Durbin, com seu belo talento musical e pena que ela acabou desistindo da carreira de atriz alguns anos depois. Uma das grandes cenas entre Deanna e Charles Laughton é aquela em que ele vai pedir a ela que saia com ela, pois ela não pode comparecer a uma festa dada pelo próprio Charles (Jonathan).

Robert Cummings é mais conhecido por papeis em comédias, onde ele se mostra mais à vontade. Enquanto fazia este filme na Universal, ela também estava no drama ‘Em  Cada Coração um Pecado’ (1942) na  Warner Bros. Ele saia de um estúdio e entrava em outro.

Na cena de abertura do filme, um editor de jornal comenta que se Jonathan Reynolds (Charles Laughton) tivesse vivido dois séculos antes, ele teria sido um grande pirata, o próprio Capitão Kidd. Curiosamente, três anos depois, Charles Laughton iria fazer o papel do Capitão Kidd no filme título de 1945 e novamente em "Piratas da Perna de Pau" (1952).

Embora Charles Laughton fizesse o pai de Robert Cummings no filme, ele estava com 41, 42 anos de idade na época. Apenas 10, 11 mais novo que Cummings.

Quando Robert Cummings dá a Deanna Durbin 50 dólares a ela por fingir ser sua noiva, equivaleria em 2021  cerca de $850.

Não consegui publicar esse filme no meu canal no YouTube, então segue o link abaixo:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0akHATSzz313Bn62BB?e=A20qQi

It Came From Outer Space (Veio do Espaço), de Jack Arnold (1953)

Depois de algum sem postar filmes aqui e estar ocupado com meu canal de filmes no YouTube, Revista Cine TV+, publico abaixo um clássico da ficção científica, "Veio do Espaço", de Jack Arnold, de 1953.


Este filme de ficção científica, modesto para os padrões de hoje, foi baseado em um conto de Ray Bradbury, “The Meteor” e talvez seja um dos filmes mais imitados na história do cinema. Muitos dizem que personifica o medo vermelho de uma possível invasão dos comunistas após a 2ª Guerra Mundial.

O palco das ações é no deserto do Arizona e envolve a queda de um misterioso meteoro, a princípio. O casal Richard Carlson e Barbara Rush presenciam a queda e vão até o local para investigar.  A queda originou um buraco de 30 metros de largura. John Putnam (Richard Carlson) desce para ver melhor e acaba descobrindo que o meteoro, na verdade, é uma espaçonave e vê o que parece ser uma criatura como um polvo com olho enorme. Um desmoronamento acaba encobrindo a espaçonave e agora começa a luta de Jack para convencer as pessoas que não era um meteoro.

Com Richard Carlson como o astrônomo Jack Putnam, Barbara Rush como Ellen Fields, Charles Drake como Sheriff Matt Warren e Russell Johnson como George. Na imagem acima, Richard Carlson e Barbara Rush.

Esse filme pode ter estimulado Rod Serling a criar seu “Além da Imaginação”. O filme parece um pouco um episódio da série. Russel Johnson, que fez alguns episódios da série, também ficou famoso como o professor da série “A Ilha dos Birutas” (Gilligan´s Island).

De acordo uma revista da época, o efeito ‘bolha’, que podemos ver na imagem do alienígena, foi criado usando uma bolha grande especialmente formulada, colocando-a ao redor da lente da câmera. A filmagem tinha que ser rápida, porque o efeito da bolha desaparecia logo.

Este filme foi um dos poucos filmes americanos dos anos 50 a colocar os créditos iniciais ao final em vez do começo.

Foi o primeiro filme 3-D do estúdio da Universal.

A cena em que a espaçonave destrói um navio foi, na verdade, um clip do navio britânico HMS Balham explodindo, depois de ser bombardeado em 1941.

Veja o filme no link abaixo:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0akG-BQ8JYJfnb8nFG?e=BPLy1a

 

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Sinatra: All or Nothing At All - Documentário - Parte 2

Última parte do documentário sobre a vida de Francis Albert Sinatra.

Depois da volta por cima com o filme "From Here to Eternity", Sinatra se envolve com Lauren Bacall e Mia Farrow.

Forma o famoso grupo "The Rat Pack", com Dean Martin, Sammy Davis Jr, Peter Lawford e Joey Bishop.

Seu envolvimento com John Kennedy e seu apoio para a candidatura a presidência.

E muito mais.

Veja abaixo link para ver essa segunda parte:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0ajR3Gq-X3naYHHY6M?e=51YfR0