terça-feira, 12 de outubro de 2021

The Naked Civil Servant (Vida Nua), de Jack Gold (1975)

Filme feito para a TV e baseado em autobiografia de Quentin Crisp, um gay vivendo na conservadora Inglaterra dos anos 20 até aproximadamente  1975. Provavelmente o filme é o precursor de todos os filmes LGBTQRSTUVXYZ que se seguiram.

Mostra como as pessoas viviam com medo e solidão durante esse tempo.

A homossexualidade era ainda considerada como doença mental em 1975 e motivo de humor escrachado de programas de TV.

John Hurt está fantástico. Ganhou o BAFTA de 1976 por este filme.

Elenco ainda conta com Patricia Hodge como professora de balé e John Rhys-Davies como Barndoor.

Hurt é um dos melhores atores ingleses . Também pode ser visto aqui no blog em "Scandal" e na minissérie "I, Claudius", como Calígula.

John Hurt retornou a Quentin Crisp em 2009, quando fez o filme "An Englishman in New York", que retrata Quentin Crisp em seus últimos anos em Nova York.

A despeito de seu aclamado desempenho pela crítica em fazer um extravagante homossexual, John Hurt era heterossexual e tinha se casado por quatro vezes até a época em que morreu em 2017. Um testamento para suas habilidades como um dos maiores atores de sua geração.

Quentin Crisp, que morreu aos 90 anos, viveu mais que John Hurt que morreu com a idade de 77.

Link para o filme:

https://youtu.be/PuYNNyAolN8

Nenhum comentário:

Postar um comentário