domingo, 3 de outubro de 2021

Oliver! , de Carol Reed (1968)

A estória clássica de Charles Dickens foi levada ao teatro londrino por Lionel Bart como um musical.

Teve grande sucesso na Inglaterra e depois na Broadway. Não demorou muito para ser adaptado ao cinema, com as mãos hábeis do diretor Carol Reed.

Coloquei no meu canal do YouTube (Revista Cine TV+) a versão de de ‘Oliver’ do diretor David Lean, de 1948, com Alec Guinness como Fagin.  Nessa versão musical, Ron Moody faz o papel do professor dos meninos ladrões, Oliver, dentre eles.  Mark Lester como Oliver, Shani Wallace como Nancy, Oliver Reed como Bill Sykes (dizem que Oliver interpretou a si mesmo, na verdade) e Jack Wild como Artful Dodger ou Matreiro.

Dickens costumava colocar sátiras em seus livros. Ele construiu seus personagens em Oliver Twist para dar uma visão moralista para a sociedade vitoriana da época. Oliver! ainda carrega muito da tristeza e desespero do livro.

Filme fez a festa na noite do Oscar de 1969. Teve várias indicações e ganhou várias estatuetas. Entre elas, Onna White para Melhor Coreografia, Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Som, Melhor Trilha Sonora e Melhor Direção de Arte.

O número musical “Consider Yourself” demorou três semanas para ser finalizado.

Quando o diretor Carol Reed fez a cena em que Oliver dá uma olhada no tesouro de Fagin, ele não ficou satisfeito com a reação de Mark Lester (Oliver). Depois, quando ele foi refilmar a cena, ele escondeu um filhote de coelho verdadeiro no seu bolso e ficou atrás da câmera. Quando Ron Moody (Fagin) abriu sua caixa de tesouros, o diretor tirou o coelho do bolso. A reação de Mark Lester, quando olhou, é a cena que ficou no filme.

Lionel Bart, o compositor da trilha sonora, não sabia ler letra de música. Desde seus tempos de teatro, ele cantava as melodias para um treinado pianista, que depois passava as notas para o papel e as orquestrava.

Apesar das queixas de nepotismo, Oliver Reed disse que teve que persuadir seu tio, Carol Reed, para considerar ele para o papel de Bill Sikes.

Mark Lester não canta em Oliver! Ele foi dublado por Kathe Green, filha de Johnny Green, o arranjador musical do filme.

Quando Mark Lester completou 18 anos e pode finalmente receber seu pagamento por trabalhar no filme (o dinheiro tinha sido colocado em um fundo para ele no futuro), ele saiu e comprou uma Ferrari.

Na peça da Broadway, o Matreiro foi interpretado pelo futuro membro dos Monkees, Davy Jones, que foi indicado em 1963 para o Tony.

Embora Ron Moody tenha feito Fagin com grandes aplausos nos palcos londrinos, ele só garantiu sua participação no filme, depois que Peter Sellers e Peter O’Toole recusaram o papel. Acho que Peter Sellers seriam uma ótima escolha para Fagin.

Veja o filme no link abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário