sábado, 16 de outubro de 2021

Mikey and Nicky, de Elaine May (1976)

Nick (John Cassavetes está desesperado, enfiado em um hotel barato, sofrendo de uma úlcera e convencido de que a Máfia local quer ele morto. Ele chama Mikey, seu amigo desde a infância, mas quando ele chega, Nick não quer deixar ele entrar: sua cabeça não está boa. E aí começa uma longa em que Mikey cuida de Nick, o acalma e o tira da cidade. A viagem, a pé e de ônibus, leva os dois a um bar, um clube, a um cinema e ao cemitério, onde a mãe de Nick está enterrada. E finalmente para o apartamento da namorada de Nick. Enquanto isso, um matador, que está querendo saber informações de alguém, mas está, na verdade, procurando por Nick.

Peter Falk estava convencido de que Ned Beatty, que faz o personagem de Kinney no filme, era irmão de Ned Beatty. Quando descobriu que eles nasceram poucos meses de diferença entre si, Peter começou a ter uma alergia, uma urticária, pelo mico que passou, que fez parar a produção no dia.

Este foi um filme mais pessoal para a diretora Elaine May, que cresceu em uma família de conexões com a Máfia e os personagens do filme são baseados em mafiosos de pequena importância, que ela conheceu na época.

Nas folgas de filmagem, Peter Falk saia para fazer seus episódios da série Columbo. Só ficou faltando aparecer Ben Gazzara, para o formar o trio, Cassavetes, Falk e Gazzara, que eram bastante amigos e fizeram filmes juntos.

Com Peter Falk, John Cassavetes, Ned Beatty, Joyce Van Patten como Jan e M. Emmet Walsh como o motorista do ônibus.

Link para o filme:

https://youtu.be/tlF6Bs2eKu8

Nenhum comentário:

Postar um comentário