terça-feira, 1 de setembro de 2020

Corrida contra o Destino (Vanishing Point) , de Richard C.Sarafian (1971)

Enquanto o meu canal no YouTube, Seleções RevistaCineTV, está em férias e volta só em Novembro, vou postar um filme por dia, pelo menos, aqui no Blog.

Ontem postei a primeira parte do filme "Guerra e Paz" (Voyna i Mir) de 1965.

Hoje, será um 'road movie', aqueles em que temos grande parte das cenas em uma rodovia.


CORRIDA CONTRA O DESTINO (VANISHING POINT)  

Durante os anos 70, um motorista entregador de carros, Kowalski, entrega carros potentes para clientes em tempo recorde, mas sempre tendo trabalho com os policiais rodoviários.

Dirigido por Richard C. Sarafian
Roteiro do escritor cubano Guillermo Cabrera Infante
Elenco principal: Barry Newman, Cleavon Little e Charlotte Rampling.

Kowalski recebe uma oferta para levar um Dodge Challenger R/T 1970 de São Francisco e vai na máxima potência, parando apenas para gasolina. Ele não comete crime algum a não ser excesso de velocidade e fugir dos policiais, que tentam pará-lo. Ele encontra aliados no caminho, incluindo
Cleavon Little como SuperSoul
um DJ, chamado de SuperSoul (feito por Cleavon Little), e um hippie que parecer ser um fim alternativo para a vida do personagem de Peter Fonda em seu personagem Wyatt em “Easy Rider”.


Curiosidades (by IMDb)
O carro protagonizado no filme é um Dodge Challenger R/T, com motor V8. Oito modelos na cor branca da Chrysler foram usados nas filmagens.

A cor branca em especial porque ela faria um bom contraste com o cenário nas rodovias.

Dos oito carros usados, somente um deles sobrou no final das filmagens.

Em uma cena no deserto, mostra que um dos Challengers como sendo de motorista do lado direito.

Charlotte Rampling e Barry Newman
Quando Sandy (o supervisor de Kowalski) está sendo entrevistado pela mídia, vários ciclistas são vistos. O diretor do filme disse que eles iam de locação em locação junto com a equipe. Até mesmo eles participavam das festas com a equipe. Sarafian, o diretor, é visto na cena como o homem de cabelos escuros com chapéu bege.

O velocímetro e tacômetro nunca são mostrados no filme. Apenas o medido de combustível.

Kris Kristofferson foi considerado para um papel. Sua esposa na época, Rita Coolidge, tem um papel pequeno no filme.

Gilda Texter passa, 100% do seu tempo de tela, completamente nua. Ela depois participou no filme "Tudo por uma Esmeralda" (1984) e "À Espera de um Milagre" (1999).

Pontas de : David Gates, o famoso cantor da música “Bread”, tocando piano durante uma cena com a banda J. Hovah singers. De Rita Coolidge, de John Amos e de Ted Neely, na mesma banda. Neely ficou famoso em fazer Jesus Cristo no filme “Jesus Cristo Superstar”.

Link para ver o filme logo abaixo:

Ajude o Blog. Contribua para o blog e para o canal no YouTube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário