sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Cristo Parou em Éboli (Cristo si è fermato a Eboli), de Francesco Rosi (1979)

O filme mostra a vida rural de um intelectual urbano, doutor, pintor e ativista político, que foi exilado para essa área remota devido às suas diferenças políticas durante o regime fascista na Itália. O filme leva o público a contemplar sobre os aspectos filosóficos do conceito do tempo e, também, mostra os problemas sociais e políticos.

O diretor Rosi descreve a vida simples dos agricultores nessa terra remota e isolada, a ignorância deles e a ausência de vontade política, o profundo abismo entre as pessoas e o estado e a irrelevância das vitórias quase cômicas do Duce para essas pessoas, entre muitos outros assuntos sociais e políticos. 

No filme, a vida do camponês e a vida urbana são representadas como duas civilizações estrangeiras e antítese uma da outra. Os camponeses têm sua vida própria, seus costumes, aspirações próprias. O que acontece em Roma ou na guerra contra a Etiópia, para retomar a glória de Roma não interessa a eles.

‘Cristo parou em Éboli’ também leva o público a ponderar sobre o significado filosófico da história, sua relevância e natureza. Descreve a vida do camponês como ‘congelada na história’, alienada da vida exterior e não compreendendo o tempo como nós, urbanos. A História, como a entendemos, é a história da “civilização urbana”. Como os camponeses são alienados a essa civilização, eles também são alienados a esse conceito de tempo. Nos vilarejos, vocês para de contar os dias, horas se tornam mais irrelevantes e você baseia sua vida no ciclo natural das estações. Neste sentido, o filme desafia nossa noção de história, que é a história da ‘cidade’.

Com Gian Maria Volontè, Paolo Bonacelli, Lea Massari e Irene Papas.

Trilha sonora de Piero Piccioni

Link para o filme legendado em Inglês apenas. A legenda em Português, que existe, está muito dessincronizada.


4 comentários:

  1. Boa noite. Parece link não está funcionando.

    ResponderExcluir
  2. Funcionando; obrigado. Não ví Irene Papas ( parece que há uma outra versão mais longa...).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser. Ela está na lista de atores no site do IMDb para este filme.

      Excluir