quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Via Láctea (The Milk Way), de Luis Bunuel (1969)


Via Láctea é um filme localizado nos tempos atuais. Mostra dois errantes ou peregrinos, que fazem uma viagem à Espanha. Mais especificamente para Santiago de Compostela. Dizem que os restos mortais do apóstolo Tiago Zebedeu estão enterrados lá. Tiago Zebedeu também era conhecido como Santiago Maior. Ele foi martirizado em 44 D.C. Não confundir com outro Tiago, também apóstolo, Tiago, o Justo ou Santiago Menor (mais jovem). 

No caminho, os dois encontram vários personagens de diferentes épocas. Incluindo Jesus, o diabo, a Virgem Maria, os jesuítas, jansenistas, o Marquês de Sade, vários clérigos e uma prostituta. Como se fossem micro estórias dentro do filme, dentro das quais se debatem aspectos da heresia. 

De acordo com seu biógrafo, Bunuel tinha pensando, por muito tempo, em um filme que afirmasse seu ateísmo, o ceticismo intelectual que ele tinha por uma igreja a que ele tinha renunciado desde sua adolescência. O diretor compilou uma lista de apostasias e repressão e concluiu que grande parte das heresias vem de seis áreas de dúvida: 1)A dupla natureza de Cristo. Ele era Deus ou um homem? Deus e homem? Deus fingia ser um homem? 2) A Trindade, como essas três naturezas coexistem na mesma unidade? 3)A Imaculada Concepção. Maria, uma virgem, poderia ser mãe de Cristo? 4) A transubstanciação. Pode o pão literalmente se tornar o corpo de Cristo? Isto é apenas uma metáfora? 5) O problema da onipotência de Deus. É Deus todo poderoso? Se é, nós desfrutamos do livre arbítrio? 6) O Mal. Deus criou o Mal?

A lista dessas áreas não sugeria uma estrutura óbvia, apenas elas simplesmente dramatizavam incidentes ilustrando as heresias, conectando-as com a dupla de peregrinos.

Elenco: Paul Frankeur (o barbudo) e Laurent Terzieff como os dois peregrinos. Participação de Michel Piccoli como Marquês de Sade. Um ponta do próprio Luis Bunuel como o Papa.

Link abaixo para o filme legendado em Português.

Nenhum comentário:

Postar um comentário