sábado, 10 de julho de 2021

Klute, O Passado Condena (1971), de Alan Pakula.

Donald Sutherland interpreta o personagem-título, Klute, embora a real protagonista seja Jane Fonda, que ganhou o Oscar em 1972 pela sua interpretação.

Klute é um investigador particular é contratado para encontrar um amigo desaparecido, Tom Gruneman, a despeito de que Klute não seja um especialista em pessoas desaparecidas.

A única pista, que ele tem, é uma carta erótica escrita por Tom para uma garota de programa de Manhattan, chamada Bree Daniels (Jane Fonda), uma cara garota de programa que costuma cobrar US$ 200 por caso, o que equivaleria hoje a aproximadamente R$1.200,00.

Com essa pista, Klute vai a Nova York investigar o caso e encontrar Bree. Ele a chantageia com algumas fitas, que ele gravou dela, para que ela o ajude. Bree diz que ouve coisas e sente que alguém a está seguindo.

Sutherland e Jane tiveram uma relação romântica não exclusiva fora das telas, que durou até Junho de 1972. Ele foi seu par na cerimônia do Oscar, quando ela ganhou o prêmio de melhor atriz.

Segunda sua autobiografia, Jane Fonda disse que esteve com prostitutas e cafetões durante uma semana antes de começar o filme. Quando nenhum dos cafetões se ofereceu para "representá-la", ela se convenceu de que não era desejável o necessário para fazer o papel e chegou a pedir ao diretor para trocá-la pela amiga Faye Dunaway.

Quando Jane Fonda pediu ao seu pai uma sugestão do que dizer se ganhasse o Oscar, ele disse: "Há muito o que dizer, mas não vou dizer nesta noite."

Há uma ponta de Sylvester Stallone no filme. Tente descobrir em que parte.

Além de Donald Sutherland e Jane Fonda, outro astro famoso a participar do filme é Roy Scheider.

Trilha sonora de Michael Smal, que pode ser ouvida aqui: https://youtu.be/xa2E6rzqAW8

Veja abaixo link para o filme.

https://1drv.ms/v/s!AjMUR7SXEhT_yTsd9W8JBLLL0crR?e=7nqXbO


Nenhum comentário:

Postar um comentário