quarta-feira, 16 de junho de 2021

Les Misérables (Os Miseráveis), de Richard Boleslawski (1935)

Para mim, está é melhor adaptação do romance “Les Misérables” de Victor Hugo. Não apenas pela presença de dois dos maiores atores do cinema de todos os tempos: Fredric March e Charles Laughton, mas também pela bela cinematografia de Gregg Tolland.

Digno de nota no elenco é a presença do ator Cedrik Hardwicke como Bispo Bienvenue.

Não é uma versão precisa em relação ao livro, mas é difícil adaptar um livro de 1.000 páginas em um filme de pouco de mais de 1 hora e meia.

Fredric March faz o papel de Jean Valjean, o protagonista do filme, que constrói uma nova vida depois da prisão, usando um outro nome.  E Charles Laughton faz o neurótico  Inspetor Javert, na busca incessante de prender Valjean.

Florence Eldridge, que faz o papel de Fantine, era a esposa do ator Fredric March na vida real. Eles foram casados de 1927 até a morte de March em 1975.

Marilyn Knowlden, que faz Cosette quando criança, deve ser a única atriz viva desse filme. Ela deve estar com mais de 95 anos de idade.

Parte das cenas do tumulto de 1832 teve que ser regravada, porque um dos figurantes aparecia mascando chiclete.

Há várias mudanças no filme em relação ao livro: redução da pena de prisão de Valjean para 10 anos em vez de 19 anos; a abreviação das dificuldades de Fantine, talvez pelo Código de Censura da época, mudando a origem de Eponine de mulher de rua para secretária e a declaração do objetivo dos estudantes como sendo reforma da lei em vez do objetivo real de derrubar o governo.

Foi o último filme da 20th Century Pictures antes de fundir com a Fox Film Corporation e se tornar a 20th Century-Fox.

Link do filme legendado abaixo:

https://1drv.ms/v/s!AjMUR7SXEhT_ywOooDaih0V51IeA?e=ulNe2c


Nenhum comentário:

Postar um comentário