sábado, 24 de abril de 2021

A Herdeira (Bloodline), de Terence Young (1979)

Sam Roffe, presidente de uma multinacional farmacêutica morre ao cair de uma montanha, fazendo alpinismo. A princípio, é apontado ser um acidente, mas o investigador da polícia, Max Hornung descobre que Roffe foi assassinado. A corda que o sustentava na montanha foi cortada por um tiro.

A filha de Sam, Elizabeth assume o controle da empresa e ela começa a ser o próximo alvo, porque ela não quer, assim como Sam Roffe não desejava, tornar a empresa pública, com ações no mercado. 

A primeira suspeita da morte recai nos primos de Roffe, todos querendo que a empresa abra o capital e possam vender ações e ficarem ricos. Assim como seu pai, Elizabeth rejeita a ideia dos primos e mantém a empresa com capital fechado.

Enquanto isso, Hornung pesquisa a vida pregressa dos primos e mais tentativas de matar Elizabeth acontecem. O inspetor de polícia acaba conseguindo conectar essas tentativas a uma série de assassinatos de prostitutas, que são gravadas em filmes. Os chamados “snuff films”, que são filmes onde mostram mortes sendo realizadas. As suspeitas também recaem em Rhys Williams, que é o CEO da empresa, mas as dúvidas se esclarecem apenas ao final do filme.

O papel de Elizabeth Roffe foi recusado por Candice Bergen, Jacqueline Bisset e Diane Keaton, antes de Audrey Hepburn aceitar e a idade da personagem foi alterada de 23 para 35. Audrey já estava com 50 anos quando o filme estreou. Ela estava em semi-aposentadoria quando concordou em fazer o filme. O salário dela foi de $1.000.000 de dólares mais uma porcentagem dos lucros.

Este filme foi feito após o término de seu segundo casamento com o playboy italiano Andrea Dotti e ela quis fazer o filme para esquecer, não percebendo que no meio das filmagens, haveria um subenredo interpolado de um ‘snuff film’. Ela quis desistir, mas honrou o seu contrato, para desespero de seus fãs e admiradores.

O diretor Terence Young ficou conhecido por dirigir três dos primeiros filmes de James Bond nos anos 60. Por coincidência, Gert Frobe, que faz o papel do investigador, também fez um papel em “007 contra Goldfinger”, embora este filme tenha sido dirigido por Guy Hamilton.

Bloodline ou A Herdeira, baseado em livro do famoso escritor Sidney Sheldon, sempre teve um certo apelo, não sei pela bela trilha de Morricone ou pela presença de grandes astros como Audrey Hepburn, Ben Gazzara, James Mason, Romy Schneider, Maurice Ronet, Irene Papas e Omar Sharif. Além de uma ponta de Wolfgang Preiss, que faz Julius Prager. Wolfgang ficou muito conhecido por fazer papeis de general nazista. O elenco é muito desperdiçado em um roteiro mal elaborado, que se configura morno em grande parte do filme (haja vista a nota ruim de 4.6 que tem no IMDb).  E que deve ter dado um belo prejuízo com as locações em várias cidades. Mas ainda vale assistir.

Abaixo o link do filme legendado:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0agVpCwbM_W0bNSaf8?e=NgrRgX


Nenhum comentário:

Postar um comentário