terça-feira, 20 de abril de 2021

O Camelo Preto (The Black Camel), 1931 - Aventura de Charlie Chan

Meu primeiro contato com Charlie Chan foi na época do desenho na TV.

Só fui conhecer os filmes de Charlie Chan, quando comecei a publicar os filmes no meu extinto canal do YouTube (já tive três canais, mas é um esforço em vão, não há reconhecimento e retorno financeiro, além de certo descaso ou desinteresse do YouTube para os youtubers de filmes).

Houve alguns intérpretes do personagem Charlie Chan no cinema, mas para mim o melhor foi Warner Oland. Quem diria que um sueco personificaria o melhor detetive chinês de todos os tempos. Peter Lorre faria o mesmo com seu o japonês Mr. Moto. Não quero descreditar Sidney Toler, que tomou o bastão do detetive chinês após a saída de Warner Oland. Sidney Toler foi muito bem, mas o meu preferido é Warner Oland. Na foto, a atriz Sally Eilers no meio de Warner Oland e Bela Lugosi.

Vou postar alguns filmes do detetive e este, O Camelo Preto, de 1931, é o primeiro deles. Este filme conta com a presença ilustres de Bela Lugosi, que havia tido um grande sucesso com seu último filme na época. E também de Robert Young, que ficaria muito famoso nas séries de TV, O Papai Sabe Tudo e Marcus Welby.

O enredo de O Camelo Preto é a estrela de cinema Sheila Fayne, que namora o rico Alan Jaynes, enquanto ela faz um filme em Honolulu, Havaí. Ela não quer se casar sem antes consultar o famoso vidente, Tanaverro (Bela Lugosi). Este a confronta sobre o caso de uma assassinato não resolvido de um ator colega, Denny Mayo três anos antes. Ela acaba decidindo recusar a proposta de casamento de Jaynes. Quando Sheila é encontrada morta em sua tenda na praia, Charlie Chan da Polícia de Honolulu começa a investigar.

Charlie Chan foi criado pelo americano Earl Derr Biggers. Ele visitou o local de filmagem no Havaí, apresentando uma cópia do seu livro de 1929, baseado em Chang Apana, um investigador da polícia de Honolulu para criar Chan. 

O caso do assassinato não resolvido do ator de Hollywood, que é uma parte importante do enredo, foi inspirado no assassinato não resolvido do diretor William Desmond Taylor em 1922.

Warner Oland recebeu $10.000 pelo seu primeiro filme como Chan, A Astúcia de Chan (1931). O estúdio aumentou o valor para $12.500 para este filme e $20.000 para os próximos três filmes.

Bela Lugosi se tornou um grande astro (cortesia de "Dracula"), durante o ano em que O Camelo Preto estreou.

Veja abaixo link para ver o filme legendado:

https://1drv.ms/v/s!AsG-jsm3UF0agVT70R2Md0QNawPU?e=unhFiM


Nenhum comentário:

Postar um comentário