sábado, 6 de março de 2021

Golpe Baixo (The Longest Yard), de Robert Aldrich (1974)

O título original do filme “The Longest Yard” tem um pouco a ver com o jogo de futebol americano, mas também se refere à prisão em que o personagem de Burt Reynolds, Paul Crewe, vai os próximos 18 meses e seria como ele percorresse sua jarda, seu caminho mais demorado.

Ele fora um quarterback que foi tirado do futebol por um escândalo de manipulação de resultados. Agora ele está servindo sentença na prisão por roubar a Maserati da sua amante e causando uma enorme bagunça, quando ela chama a polícia para ir atrás dele.

A prisão de Citrus State, tem um time de futebol americano amador, com os guardas e é administrado pelo diretor da prisão, Rudolph Hazen (Eddie Albert). A pedido de Hazen e para fazer seu tempo na prisão mais pacífico possível, Crewe (Reynolds) concorda em arrumar um time de colegas presos para enfrentar o time dos guardas.

Este filme foi típico de sua era, pelos seus temas politicamente incorretos – uma brisa de ar fresco comparado com a sociedade ultra sensível de hoje. Houve uma refilmagem com Adam Sandler, mas é esta é muito melhor.

Outro filme de sucesso de Burt Reynolds e do diretor Robert Aldrich. Reynolds já havia tido um grande sucesso em “Amargo Pesadelo”, dois anos antes.

Elenco deste filme, além de Burt Reynolds, Eddie Albert como o diretor da prisão, Michael Conrad, Mike Henry, Bernadette Peters como secretária do diretor da prisão e Anitra Ford, como a garota no início do filme, de quem Reynolds rouba o carro.

Alguns dos atores já havia jogado futebol profissionalmente. Burt Reynolds jogou pela Florida State University e chegou a ser escolhido pelos Baltimore Colts. Mike Henry jogou pelo Pittsburg Steelers e pelo Los Angeles Rams.

O palco para as filmagens foi uma prisão do Estado da Geórgia, onde Burt se socializava com os presos durante as refeições.

Um fotógrafo no set ofereceu tirar fotos de lembrança da ocasião, para que os presos pudessem tirar fotos individuais com Reynolds. Muitos presos não tinham dinheiro, mas Reynolds disse ao fotógrafo para tirar todas as fotos que os prisioneiros quisessem e, ele, Reynolds, pagaria por todas elas.

A cena final, de Paul Crewe e companheiros deixando o estádio e fazendo uma silhueta no túnel, foi uma homenagem à cena final do filme clássico de John Ford, “The Searchers” (Rastros de Ódio).

Filme com legendas em Inglês, pois não encontrei em Português.

Link abaixo com o filme:


Trailer do Filme:



Nenhum comentário:

Postar um comentário