domingo, 19 de janeiro de 2020

"The Thin Man" - A Ceia dos Acusados - (1934) com William Powell e Myrna Loy

The Thin Man ou A Ceia dos Acusados.
Filme de 1934 dirigido por W. S. Van Dyke.
Com William Powell, Myrna Loy, Cesar Romero e Maureen O’Sullivan.
Baseado em livro de Dashiell Hammett.

Enredo:
Depois de 4 anos de ausência, o detetive aposentado Nick Charles (William Powell) volta a Nova York com sua esposa e seu cachorro, Asta. Nick volta a se encontrar com velhos amigos, vários deles tipos ecêntricos, para dizer o mínimo. Ele é contatado por Dorothy Wynant, cujo pai o inventor Clyde Wynant ( o verdadeiro Thin Man) é suspeito de ter assassinado a amante (que era a secretária do pai). O pai dela havia partido em uma viagem planejada alguns meses antes e ela não teve mais contato com ele. Nick, que não está a fim de voltar à sua profissão, mas estimulado por sua esposa Nora (Myrna Loy), que acha esse caso muito emocionante, acaba aceitando em ajudar. Ele resolve o caso, anunciando o assassino em um jantar para todos os suspeitos. Daí o título em português, “A Ceia dos Acusados”.

Trivia:
William Powell comentou , certa vez, o quanto ele adorou trabalhar com Myrna Loy por causa da sua naturalidade, o profissionalismo dela e a ausência de qualquer tipo de temperamento de diva. “Quando fazíamos uma cena juntos, nós esquecíamos a questão de técnica, ângulos de câmera e microfones. Nós não estávamos atuando. Éramos duas pessoas em perfeita harmonia,” dizia ele. “Myrna, ao contrário de algumas atrizes que pensava apenas nelas, tem a feliz capacidade de ouvir enquanto o outro falava o seu texto.”

De acordo com Myrna Loy, os atores e atrizes não podiam interagir, entre as filmagens, com o cachorro altamente treinado Skippy (o nome real de Asta), que fazia os seus feitos mediante a promessa de ganhar um ratinho ou um biscoito.

Deram ao diretor W.S. Van Dyke três semanas para fazer o filme, mas ele conseguiu acabar em 12 dias dentro do orçamento de míseros $231 mil dólares. O filme surpreendeu todo mundo e se tornou um líder de bilheteria, alcançando $1.4 milhões de dólares.

O diretor Van Dyke prestava atenção para William Powell e Myrna Loy juntos nos intervalos de filmagem e a boa relação dos dois funcionou bem no filme. O diretor sempre encorajava e incorporava improvisações.

O "Thin Man"do título do filme se refere ao personagem do inventor Clyde Wynant e foi somente depois de “O Regresso daquele homem”, de 1944, é que o título acabou ficando no personagem protagonista de William Powell.

Para a primeira cena de William Powell (no bar), o diretor disse para ele pegar o copo de mexer bebidas, ir ao bar e apenas andar pelo cenário, enquanto a equipe ajustava as luzes e o som. Powell fez o que ele mandou, falando alguma parte do texto e algo próprio dele mesmo. De repente, ouviu-se a voz de Van Dyke dizer, “É isso! Pode gravar!”. O diretor havia decidido filmar a cena sem o Powell ficar sabendo para que a atuação fosse a mais natural possível.

O primeiro filme de Asta foi o "O Caso de Hilda Lake" (1933), também estrelado por William Powell. O cachorro continuou a trabalhar com  Powell pelos quatro filmes iniciais da série "The Thin Man".

O diretor W.S. Van Dyke não se preocupava muito em refazer cenas, achando que os atores perderiam a espontaneidade, se tivessem que fazer várias vezes de novo. Já era uma pressão grande para os atores e atrizes, que sempre tinham que decorar novos textos, logo antes de começar a filmar. Sem o luxo de várias tomadas, Myrna creditou muito da atração do filme pela espontaneidade e tranquilidade de Van Dike.

Dizem que Dashiell Hammett baseou a relação de Nick e Nora em sua relação pessoal com a dramaturga Lillian Hellman.

Embora o “Thin Man” do título fosse o personagem de Clyde Wynant, os fãs do filme e dos filmes seguintes se referem ao personagem de Nick Charles como o Thin Man, e todos os filmes subsequentes incluíram a expressão Thin Man. Powell também era magro, para ajudar.

'Thin Man' foi o nome dado a uma terceira e não usada bomba atômica. Também usaram nomes do livro de Hammett, O Falcão Maltês, para Fat Man e Little Boy como nomes de outras bombas

A lista do ano de 2000 da American Film Institute inclui este filme como o 100º mais engraçado filme de todos tempos.

O diretor W.S. Van Dyke insistiu que o chefão da MGM, Louis B. Mayer e outros executivos vissem as primeiras cenas do filme, para confirmar que a escolha do elenco fora correta. E todos ficaram contentes em admitir que Myrna Loy e William Powell eram perfeitos para os papeis.

É o primeiro filme da série de seis filmes de “The Thin Man”.

Nick chama Nora de morena magricela. Na verdade, Myrna era ruiva.

Este filme está incluso na lista dos “1001 Filmes que você deve ver antes de morrer’, de Steven Schneider.

A própria Myrna Loy, e não uma dublê, fez a cena em que ela tropeça e cai ao carregar o cachorro e os presentes de Natal.

Segundo Myrna Loy, o maior problema durante a filmagem foi a cena do jantar ao final, quando Nick revela o assassino. William Powell reclamou que ele tinha que decorar muito texto e não conseguia entender completamente a trama que ele estava descobrindo. Foi uma cena que teve várias tomadas, que trazia sempre um mesmo problema. O roteiro pedia ostras para serem servidas aos convidados, e tomada após tomada, o mesmo prato de ostras era trazido para ficar exposto às luzes. “Elas começaram a estragar,” disse Loy, “Quando terminamos a cena, ninguém queria ver ostras de novo.”

Veja ou baixe o filme no link abaixo:
https://odobagg-my.sharepoint.com/:v:/g/personal/moegtufwc_od_obagg_com/ETqJKYoZkxxHo_lV4YjVROcBnzF9-zo4heJSqIy0UwPraw?e=qXIJjC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.