quarta-feira, 22 de agosto de 2018

John C. Reilly diz por que "Quase Irmãos" será difícil de ter uma continuação.

Mary Steenburgen,Will Ferrell, John C. Reilly e Richard Jenkins para o filme "Quase Irmãos"
"Quase Irmãos" ou "Step Brothers" foi um film de 2008, estrelado por John C. Reilly e Will Ferrell.

John C. Reilly é muitas coisas para muitos cinéfilos. Em um memorável desempenho no filme "A Vida é Dura: a História de Dewey Cox" (Walk Hard: The Dewey Cox Story), usando  sua rara habilidade de trocar de papéis dramáticos e cômicos com facilidade. Contudo, é na última categoria onde ele é mais conhecido, graças a "Quase Irmãos", que estreou há cerca de 10 anos.

"Esse filme, de alguma forma, ressoou de uma maneira muito profunda," disse o ator em uma entrevista, enquanto estava promovendo o filme "The Sisters Brothers", um faroeste e não uma comédia, na qual ele estrela junto com Joaquin Phoenix.

É um dos filmes de 2018 que mostram a amplitude de atuação de Reilly: Até o final do ano, ele também estará no filme biográfico de Stan Laurel e Oliver Hardy, "Stan & Ollie", no qual ele faz o papel do Gordo; uma comédia baseada em criação de Arthur Conan Doyle, "Holmes and Watson", em que ele faz Watson e Will Ferrell faz Holmes. Além destes, também está na animação "WiFi Ralph: Quebrando a Internet", onde ele faz a voz de Ralph. Contudo, nada em sua prolífica carreira de seus trabalhos recentes tem mantido a popularidade que conseguiu com "Quase Irmãos". Poderia haver, então, uma continuação?

A despeito de repetidos rumores de uma sequência, Reilly disse que uma ideia sobre isso nunca foi adiante. "Nós conversamos muito a respeito desde que o primeiro saiu," disse ele. "Para a maioria dos artistas, continuações não são bem vistas. Os fãs, é claro, são diferentes. Se você gosta de pizza, você quer sempre mais pizza. Eu entendo que a pessoas gostariam de ver uma continuação, mas não existe nada de concreto, nada ainda."

Reilly já se acostumou em responder essa pergunta. "Se você anda na rua, quase sempre quando estou em público, alguma pessoa pergunta sobre uma continuação," ele disse. Em 2017, Will Ferrell disse ao jornal Daily News que ele e o diretor-roteirista Adam McKay tinham esboçado uma estória que daria sequência na vida dos dois quase irmãos, quando eles tentam se afastar, junto com seus pais, mas o projeto nunca se materializou. "Nós já tivemos algumas ótimas idéias nos últimos anos," disse Reilly. "Eu espero que eu não envelheça demais para ter a possibilidade de fazer. Seria muito triste se eu tivesse com 60 anos e estar fazendo o filme."

Reilly refletiu sobre a atração duradoura pelo filme original. "É tão engraçado, tão amplo, mas no centro de tudo havia assuntos familiares muito reais e eu acho que isso faz o filme ser realmente subversivo em certa maneira. Subversivo no sentido de que ele quer subverter uma ordem estabelecida," disse ele. "Ele tem uma força duradoura. Nós realmente tivemos essa intenção quando fizemos esse filme. Nós não queríamos fazer só as pessoas rirem. Realmente tivemos a intenção de mostrar como seria ter 40 anos de idade e viver com seus pais."

McKay migrou para uma fase diferente em sua carreira. Ele ganhou um Oscar por co-roteirizar o filme "A Grande Aposta" (The Big Short), de 2015. E seu próximo filme, ainda sem título, é sobre o ex-vice presidente Dick Cheney (com Christian Bale no papel) e que vai estrear no final deste ano. Ele é um dos caras mais inteligentes e criativos que já encontrei," disse Reilly. " A comédia é uma grande maneira de se dizer a verdade."

Em relação à própria trajetória de Reilly, ele está entrando em novo território com o filme "The Sisters Brothers", que ele produziu junto com sua esposa, Alison Dickey. O primeiro filme em inglês do diretor veterano francês Jacques Audiard é um muito longe do humor áspero de "Quase Irmãos", embora seja igualmente um retrato sensível de uma agressão entre irmãos. E Reilly traz alguns momentos surpreendentes de leveza ao filme, algo que ele gosta de tentar colocar, sem se importar com o tipo de filme que esteja fazendo.

Como exemplo, ele indicou "Kong: A Ilha da Caveira", onde ele fez um soldado da 2 ª Guerra Mundial, abandonado na selva, onde o macaco gigante aparece. "Ele é um tipo mais engraçado nessa estória realmente séria," disse Reilly. A característica de toda a minha carreira tem sido a de ser cheia de variedades. O público tem me permitido fazer essas coisas, em me ver em algo em que ele não tinha me visto antes."
Joaquin Phoenix e Reilly em "The Sisters Brothers"

"The Sisters Brothers" é baseado em livro de Patrick DeWitt, e conta a estória de um prospector de ouro com um nome bizarro de Hermann Kermit Warm, que é perseguido desde deserto de Oregon até São Francisco, nos idos de 1850, pelos notórios assassinos Eli e Charles Sisters. Mas Eli (feito por Reilly) está tendo uma crise existencial e começa a duvidar da sua longevidade de sua atual carreira de bandido. 

Filme ainda sem título em português e sem data de estreia prevista no Brasil.


Fonte: Indiewire

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.