quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Principais Filmes da 20th Century Fox para 2017

O estúdio 20th Century Fox divulgou seus títulos importantes para distribuição em 2017:  "A Cura", de Gore Verbinski (16/02); Logan, novo filme de Wolverine, do diretor James Mangold (02/03); a sequência de Prometheus, Prometheus 2, de Ridley Scott (11/05) e Planeta dos Macacos: A Guerra, de Matt Reeves (14/07). Essas são as datas programadas para estreia no Brasil.

Mais ainda não há detalhes sobre as continuações de Avatar.

É a segunda vez nesta temporada, depois da exibição pela Paramount de 30 minutos de seus filmes previstos em Nova York e Los Angeles, que um grande estúdio cutuca a mídia para oferecer uma olhadela em seus produtos futuros.

No caso da Fox, eles adularam bastante a imprensa, mostrando 42 minutos de Logan, clips e um trailer de Prometheus 2 (Alien: Covenant) e os primeiros 30 minutos de A Cura (A Cure for Wellness).



Devido a possíveis proibições de censura de seus filmes, o estúdio proibiu a revelação de qualquer ponto do enredo. A Fox rompeu o limite de idade "R-Rating" para o filme Deadpool com sucesso. O R-Rating equivale a filmes somente permitidos a menores de 17 anos, se forem acompanhados de adultos. Está claro que a Fox vai continuar nessa direção com Logan. Seria como se fosse o filme Wolverine do Papai: violento, estilo Charles Bronson e bastante próximo do limite. O último filme do X-Men foi entitulado Apocalypse, contudo, este filme do Logan realmente parece como o fim do mundo de Wolverine, ao ele cruzar o país, começando do Texas.

"Hugh (Jackman) não queria fazer o filme, a menos que pudéssemos fazer algo diferente. Nós tínhamos feito o último filme de Wolverine e tem aparecido um monte de filmes de super-heróis de gibis, e por mim, estou achando que está uma exaustão," disse o diretor James Mangold.

Assim, o diretor de filme de 2013 de Wolverine, aumentou sua aposta neste novo filme e lançou a proposta: "O que acham se fizéssemos a "Pequena Miss Sunshine" com os personagens da Marvel e com violência? E eles aceitaram."


"Nós fizemos um filme que não está preocupado em ficar abaixo do limite de idade, o R-Rating. Não é sobre violência e palavrões, nós fizemos um filme para adultos. Os faroestes são feitos para adultos, filmes de gangster são para adultos, não há razão para que esse gênero não seja também," complementou Mangold.

Dois clips e um novo trailer foram mostrado de Prometheus 2. O filme tem todo o estilo do primeiro Prometheus, de 2012, com o estilo bizantino de desenho de produção, voltando para o filme original de Ridley Scott. Ele introduziu os clips em vídeo, mas a atriz Katherine Waterson estava lá para dizer um pouco mais. Sim, seu personagem lembra a Ripley de Sigourney Weaver, mas não está claro pela narrativa se as duas são relacionadas. A atriz disse que a inspiração para o estilo tigelinha de corte de cabelo veio do seu colega Ezra Miller, ator do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam. Waterson falou como Scott deu a ela e aos colegas atores, Michael Fassbender e Billy Crudup, liberdade de criação na parte sombria do filme. "Depois, nós íamos e mostrávamos a ele o que havíamos planejado e se ele não gostasse, nós mudaríamos," disse a atriz sobre o trabalho no filme.

Já, o filme Planeta dos Macacos: A Guerra teve um trio de clips; alguns exibiram a tela dividida com Andy Serkis e equipe em seus trajes especiais do lado esquerdo e, do lado direito, o filme pronto. Ele descreveu o filme como sendo semelhante ao Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola. 

Caesar, ou César, e um um grupo de macacos sobem o rio rumo às serras da Califórnia para procurar um perigoso líder de exército, interpretado por Woody Harrelson. Pelo caminho, eles pegam uma garota e um chipanzé de circo engraçado, feito por Steve Zahn. 

Três anos depois do último filme, Reeves explicou que a tecnologia avançou para que as cenas somente possíveis dentro do estúdio, pudessem ser feitas ao ar livre, algo que eles fizeram bastante nesta sequência de filme. O primeiro filme da série foi feito a maior parte dentro do estúdio, com algumas cenas externas. Agora, eles pode usar a tecnologia com cenas que incluem matas,paria e a neve das montanhas.

E por final, Gore Verbinski veio para mostrar os primeiros 30 minutos de A Cura (A Cure for Wellness). Depois de trabalhar em filmes como Piratas do Caribe, o diretor achou que esse filme foi uma experiência libertadora e descreveu que foi a "narrativa de um sonho". 
O filme mostra uma jovem e ambiciosa executiva que é enviada para trazer de volta o CEO da empresa de um "centro de cura" misterioso, em uma localidade remota nos Alpes Suíços, mas logo suspeita que os tratamentos miraculosos do spa não são o que parecem.

Disse Verbinski, "Nós somos fascinados por essa coisa na condição humana: Você nasce, você vai para a escola e você trabalha. E depois, somos atropelador por um ônibus. Para que tudo isso?"


O diretor mencionou que o desafio do filme agora fica diante do mercado de filmes e fazer com que as pessoas vão assistir. Não não estamos estabelecidos em um parque de diversões com brinquedos., Nós não temos planos de fazer uma sequência. É pedir bastante que as pessoas vão aos cinemas."




Fonte: Deadline 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.