segunda-feira, 23 de abril de 2018

Cannes Classics em Maio em Cannes


Orson Welles irá aparecer (não fisicamente, é claro) no Festival de Filmes de Cannes no próximo mês. Não será através do seu inacabado filme "The Other Side of the Wind", que esteve no meio de uma confusão entre o Festival e a Netflix. 


Ele será representado, na verdade, pelo documentário "The Eyes of Orson Welles", feito por Mark Cousins e que fará parte da seleção para o Cannes Classics.


O festival anunciou hoje, segunda 23/04, a lista completa para a seção dos Clássicos, que incluem tributos e documentários sobre filme e cineastas, além de restaurações feitas por produtores, distribuidores e outros. Entre os presentes, estarão Martin Scorsese, Jane Fonda, Christopher Nolan e John Travolta.


"The Eyes of Orson Welles é uma jornada adentro do processo de filmagem do cineasta. Graças à filha Beatrice de Orson, Cousins, um crítico e historiador de cinema, que fez o documentário "A História do Cinema: Uma Odisseia", uma série em 15 episódios de 2011, conseguiu acesso a desenhos nunca antes vistos, pinturas, e trabalhos iniciais, que formam um livro sobre vida de Orson.


Beatrice Welles foi também uma das pessoas que tentou convencer a Netflix para reconsiderar a decisão de não enviar "The Other Side of the Wind" para Cannes, que ofereceu um espaço para o filme no Cannes Classics. A Netflix financiou a pós produção deste projeto, que andava a passos de tartaruga e tinha planejado estrear o filme na Riviera, antes de ser liberado para a plataforma stream. Depois, a Netflix acabou decidindo não expor em Cannes, depois que o festival bateu o pé em não aceitar filmes que não estivessem sido liberados para os cinemas franceses.

Dentro do evento, haverá um tributo a Alice Guy, a primeira diretora/produtora (e francesa) e chefe de estúdio (1873-1968) do mundo do cinema. Será com o documentário de Pamela Green, "Be Natural: The Untold Story Of Alice Guy-Blaché". 
Outro documentário (recém saído do Festival Sundance) é o de Susan Lacy para a HBO, chamado "Jane Fonda em Cinco Atos". 

Christopher Nolan estará lá para apresentar uma nova cópia em 70 mm do filme de Stanley Jubrik, "2001: Uma Odisseia no Espaço", pelo 50º aniversário de estreia do filme. Essa nova cópia foi feita com novos elementos de produção a partir do negativo original da câmera. O filme será  exibido no teatro Debussy com um intervalo de 15 minutos para reproduzir a experiência exata e real do público, quando o filme estreou em 1968.

Também na lista de filmes clássicos, haverá filmes de e sobre Ingmar Bergman. "In Searching for Ingmar Bergman", de Margarethe von Trotta traça os passos do cineasta, assim como o próprio passado dela e a nova geração sobre o lugar deixado pelo mestre sueco. Em "Bergman - A Year in a Life", Jane Magnusson descreve os tempos de Bergman em 1957, quando houve as estreias dos filmes "Morangos Silvestres" e "O Sétimo Selo". Esse último será apresentado pelo Instituo de Cinema Sueco em uma restauração em 4K de um negativo original.


Outros títulos famosos incluem restaurações de "Se meu apartamento falasse", de Billy Wilder, "Ladrões de Bicicleta", de Vittorio De Sica e "Imensidão Azul", de Luc Besson, de 1988, em honra ao seu 30º aniversário e do musical "Grease: Nos Tempos da Brilhantina". Estes dois últimos serão exibidos na praia.


Fonte: Nancy Tartaglione (Deadline)