quarta-feira, 1 de março de 2017

O próximo filme de Martin Scorsese vai custar mais de 125 milhões de dólares

"The Irishman", com o possível título brasileiro, O Irlandês, o primeiro filme de Martin para a Netflix, vai ter um grande elenco: Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci, contando a vida real de Frank Sheeran, um funcionário do sindicato Teamsters (o maior sindicato americano, dos caminhoneiros), que confessou ter matado Jimmy Hoffa (um líder sindical).

Martin Scorsese disse publicamente em Londres, em 22 de fevereiro, que assistir um filme em casa não era a "melhor maneira." A ironia disso é que no dia anterior, apareceram notícias de que o diretor estava fechando um acordo com a Netflix para financiar seu novo filme, The Irishman.

As condições podem ter sido muito boas para resistir, visto que o filme seria muito caro e não seria mais feito pela Paramount, depois que o grande aliado de Scorsese, Brad Grey, saiu desse estúdio.

A Netflix concordou em 120 milhões de dólares para os direitos globais do filme, que deve custar entre $120  a $150 milhões de dólares. The Irishman vai usar tecnologia cara e de última geração, para fazer com que os três principais atores, De Niro, Al Pacino e Joe Pesci, possam aparecer no filme nas idades de 30, 50 e 70 anos, a fim de contar a vida real de Frank Sheeran.

De Niro deve ser Frank Sheeran e, pelo porte físico, Joe Pesci deve ser Jimmy Hoffa.

Antes que a filmagem comece, Scorsese e seus representantes vão ter que resolver uma série de acordos de vendas para exibição em outros países, que foram firmados antes do envolvimento com a Netflix.  Em 2016, a STX Entertainment fez um acordo de $50 milhões para direitos internacionais com o financista mexicano Gaston Pavlovich, um dos produtores do último filme de Scorsese, "Silêncio". A STX, por sua vez, vendeu os direitos para vários distribuidores estrangeiros. Agora, a STX provavelmente terá que ficar de lado ou mover uma ação.

Fontes afirmam que Scorsese está otimista e escreveu pessoalmente para o Diretor de Conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, assegurando que tudo deve ser resolvido.


Fonte: THR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.