sexta-feira, 29 de julho de 2016

Morre “Garibaldi” de Babylon 5


O ator Jerry Doyle, que interpretou Garibaldi (Chefe de Segurança na série Babylon 5) morreu nesta quarta-feira, 26/7, aos 60 anos. Não se sabe a causa da morte. A autópsia está sendo feita, provavelmente foi um mal súbito.

Parece haver uma praga rondando os atores da série. Já morreram Richard Biggs (o encarregado médico), Michael O'Hare (1º comandante de Babylon 5), Andreas Katsulas (G’Kar), Jeff Conaway (outro membro da segurança da nave). Todos com idade não avançada.

O criador da série J. Michael Straczynski lamentou a morte de Doyle em palavras poéticas:

Tão adorado universo, se está prestando atenção na vastidão do espaço interestelar, tire um momento de seu trabalho em planejar a trajetória dos cometas e desenhar novos DNA na imensidão do cosmos, e dedique um pensamento para aqueles a quem tirou tão repentinamente das nossas fileiras e interrompa isso por um momento. Por que não é justo.


Babylon 5 foi uma excelente série de ficção científica e será objeto de um post especial desse blog. Teve 5 temporadas e filmes. Iremos informar a ordem cronológica de serem assistidas, para melhor aproveitamento.


Situada no futuro nos anos de 2257 e 2262, ela mostra o futuro onde a Terra tem estados soberanos e um governo unificado. As colônias dentro do sistema solar e além formam a Aliança da Terra (Earth Alliance) . Babylon 5 é uma das cinco Babylons estações orbitais, que existiram e serviam de embaixadas e comércio exterior entre os diferentes povos do universo, pelo menos os já conhecidos. A Babylon 5 é a última estação, a última esperança de paz. Mas não será assim tão fácil.

Fonte: Epic Times e Wikipedia

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Winona Ryder, de Stranger Things, revela que seus pais ainda vetam seus papeis


Winona Ryder tem 44 anos de idade, mas a atriz de Stranger Things ainda confia nos pais para suas escolhas de carreira.
“Eu tenho um bom sistema: Meus pais leem tudo para mim e depois me passam o que tem de melhor,” disse ela recentemente.
Ela é um nome conhecido, há uns 30 anos, por vários filmes, como Os Fantasmas se Divertem (Beetlejuice)-1988, Eduardo Mãos de Tesoura – 1990, Drácula de Coppola -1992, a filha de Jeremy Irons em A Casa dos Espíritos-1993 e junto com Bill Nighy em Caribe: A trajetória de Worricker.-2014.
Sua estreia foi com a idade de 14 anos no filme A Inocência do Primeiro Amor (Lucas)  de 1986.
Fonte: IMDB

Futura Série da Amazon – The Last Tycoon – O Último Magnata


Matt Bomer, vindo de um papel em American Horror Story: Hotel,vai ser o protagonista na nova série da Amazon The Last Tycoon, ou O Último Magnata, baseado no romance inacabado de Scott Fitzgerald.


O Último Magnata foi inspirado no mago do cinema, Irving Thalberg, no qual  o protagonista Monroe Stahr foi baseado. 

A série deve focar em Stahr, como o genial executivo de cinema dos anos 30, subindo nas escadas do poder contra o seu mentor e atual chefe do estúdio, Pat Brady, um personagem baseado no chefão Louis B. Mayer.

Pat Brady deve ser feito por Kelsey Grammer. Com Stahr como foco principal, a série deve se enredar em violência, sexo e a ambição em Hollywood na década de 30. Lembrando que Irving Thalberg foi genial, mas morreu jovem.

A última adaptação para o cinema de o Útimo Magnata, foi em 1976, no filme dirigido por Elia Kazan e adaptado por Harold Pinter, sendo o papel de Stahr feito por Robert De Niro e Robert Mitchum como seu mentor.

Bomer já ganhou um Globo de Ouro e uma indicação ao Emmy.


Fonte:Deadline.com

quarta-feira, 27 de julho de 2016

O Mordomo e a Dama (1957) - Comédia Inglesa - Filme para baixar


O Mordomo e a Dama

Este é um filme de 1957, que assisti há muito tempo e é daqueles que você vê e nunca mais esquece. Mais uma daquelas deliciosas comédias inglesas.

O título original em inglês é The Admirable Crichton, mas nos EUA foi distribuído como The Paradise Lagoon. O título brasileiro foi mais feliz que o americano.

Baseia-se em peça de J.M. Barrie, conhecido por nos dar Peter Pan, Capitão Gancho e Sininho.
É a estória de um lorde inglês, Lord Loam (Cecil Parker) que tem a ideia revolucionária, para  a época, de tratar seus criados como seus iguais, pelo menos de vez em quando. 

Durante uma tarde de chá com essa confraternização, uma de suas filhas é presa dentre uma manifestação a favor do voto feminino. O lorde se chateia e seu mordomo lhe sugere umas férias com a família nos mares do Sul. O iate do lorde pega uma tempestade e acabam náufragos em uma ilha tropical e daí tudo muda. Uma grande crítica de Barrie sobre a aristocracia arrogante dos ingleses. Quem assiste Downton Abbey, vai perceber.

O ator principal aqui é o mordomo, feito pelo ator Kenneth More. Ele está muito bem no papel e parece ligado! a navios (O Mordomo e a Dama, Somente Deus por Testemunha (o melhor filme sobre o Titanic) no ano seguinte, e depois Afundem o Bismarck. Ele sobrevive nos dois naufrágios!! Neste filme e no Titanic.

A atriz que faz a Tweeny, um termo inglês que designa uma criada do meio, uma sub-lacaia, é Diane Cilento, que já foi esposa de Sean Connery e participou de filmes como Tom Jones, Agônia e Êxtase e Hombre.

O diretor é Lewis Gilbert, que dirigiu depois vários filmes de 007. Ele está vivo ainda, com 96 anos!


O filme foi filmado nas Bermudas e eu consegui um pedacinho do filme dublado pela AIC, com Dráusio de Oliveira fazendo o Mordomo. Veja o trecho abaixo. Um tributo ao Dráusio (nosso eterno Jack Lemmon, Rock Hudson e Richard Burton).
Infelizmente não há, na Internet, o filme totalmente dublado. Desta forma, coloco abaixo uma versão legendada para baixar. Eu pessoalmente revisei todas as legendas, para melhor qualidade.
Segue o link abaixo:


terça-feira, 26 de julho de 2016

Além da Imaginação - Série Clássica - 1º Episódio (Piloto)

Semanalmente, vamos postar um episódio da séria "cult" Além da Imaginação (Twilight Zone),
criada por Rod Serling. Ao todo, serão 156 episódios, cobrindo os anos de 1959 a 1964.

Depois de mais de cinquenta anos, pode ter envelhecido no aspecto físico, cronológico, mas não nas mensagens que cada episódio procura mostrar. 

Os episódios e legendas foram obtidos do site http://alemdaimaginacaobrasil.blogspot.com.br/, mas o site está parado desde 2008. Por isso, resolvi republicar os episódios. Procurei revisar todas as legendas e também corrigir os erros de Português e acentuação, para deixar um trabalho de qualidade.

Nesse primeiro episódio, por ser o piloto, aparece Rod Serling apresentando e explicando a sua série. Nesse episódio, de nome Onde estão todos?, um homem aparece andando por uma estrada e entra em uma pequena cidade, sem se lembrar seu nome, onde está e quem é. Não existe uma viva alma na cidade. O resto, você vai saber depois de baixar o filme, conforme link, abaixo deste texto..
O protagonista é Earl Holliman, que atuou em vários filmes e em séries de TV. Entre elas, com maior atuação, foi Police Woman. Ele ainda está vivo. Tem 88 anos. 
A trilha sonora é de Bernard Herrmann.
O link para download segue abaixo:


https://1drv.ms/v/s!AjMUR7SXEhT_izMqUv7_wLS_4uWU




sábado, 23 de julho de 2016

Além da Imaginação - Episódios semanalmente aqui no Blog - Todas as Temporadas Clássicas

Além da Imaginação (Série Clássica)  foi uma série de televisão americana criada por Rod Serling , apresentando histórias de ficção científicasuspense, fantasia e terror. Mediante o sucesso popular da série, ao longo de sua história foram realizadas diversas temporadas e continuações. Além da Imaginação, a série clássica, objeto deste blog,  começou em 1959, através da CBS, com 5 temporadas e 156 episódios. Sempre há um ator famoso do cinema ou TV interpretando. É um dos grandes trabalhos, que marcou a época de ouro dos anos 60 da TV.
A grande maioria dos episódios aborda histórias com elementos sobrenaturais, ocorrências “além da imaginação” e inexplicáveis, tais como viagens no tempo, mundos paralelos, viagens espaciais, alienígenas, fantasmas, e outras situações misteriosas, ambientadas em um local denominado "Zona do Crepúsculo" ou "Twilight Zone", que originalmente deu o título à série.
O blog tem todos os episódios da cinco temporadas. As legendas precisam ser revisadas, pois tem vários erros de português e queremos exibir os episódios com a melhor qualidade e capricho possíveis.
Na semana próxima, vou postar o episódio nº 1, o piloto da série.

O elenco e credores de Game of Thrones falam da Temporada 7 na Comicon


Fonte: Variety

Os criadores David Benioff e D.B. Weiss de GoT estiveram Comic-Con 2016 para discutir a Temporada 7 e os desafios de adaptação dos livros de G.R.R. Martin e o fato de ir além do que já foi publicado até agora.

Benioff disse que ainda é a imaginação de George que nos deu os personagens, que nos deu esse mundo. Esperamos ainda estar vivendo do espírito da imaginação de George. Os livros serão muito diferentes em alguns aspectos: a série e os livros ainda terão muitas surpresas, tanto para quem vai ler ou assistir.

A temporada vai retornar provavelmente em Junho/Julho de 2017 e não em Abril como havia sido planejado, devido ao fato que tem que esperar que volte o inverno. É verão no hemisfério norte agora. Eles vão terminar de filmar em Fevereiro, que quer dizer que o trabalho de edição será grande e todos os episódios não estarão prontos antes do verão de lá e inverno daqui.

Membros do elenco também estiveram na Comic-Com. Entre eles: Liam Cunningham (Davos), John Bradley(Samwell), Nathalie Emmanuel (Missandei), Conleth Hill(Lord Varys), Sophie Turner (Sansa), Iwan Rheon (Ramsay), Isaac Hempstead Wright (Bran), Kristian Nairn(Hodor) e também o diretor  Miguel Sapochnik (que dirigiu especialmente as batalhas). Kristian recebeu uma estrondosa recepção da plateia, para quem ofereceu um grito de “Hodor” em tributo ao seu amado personagem.
Ele disse que não houvesse tamanha loucura. Estou realmente muito agradecido. Disse que estava em um hotel em Los Angeles um outro dia e em todas as portas havia um pequeno cartaz com o nome Hodor.

Sophie, ou Sansa como queiram, falou sobre a relação um tanto tensa entre ela e Jon Snow, que pode se encaminhar na próxima temporada, admitindo que ela não pensa que seu irmão esteja preparado para a liderança. Eu não acho que ela acredita que Jon seja capaz de comandar Winterfell e o Norte. Ela não acha que ele tem a cabeça, o conhecimento e a experiência que ela tem e eu concordo, diz sorrindo. Ele tem a grande moral a moral dos Starks, assim ela acha, que, inevitavelmente, ele tomará uma decisão certa, mas se vai beneficiar alguém, é outra estória.

A atriz admitiu que Sansa pode ter desenvolvido um gosto por sangue, depois de matar Ramsay. Eu  não sei se ela vai se tornar uma líder real ou se ela vai se tornar completamente sádica, mas vamos descobrir em breve...

Um fã trouxe na Internet a especulação de que Sansa pudesse casar com Jon, já que eles não são irmãos de verdade, fato que Sansa descartou imediatamente. O Jon gosta de ruivas, mas Jon e Sansa cresceram juntos, são basicamente irmãos, insistiu ela com um sorriso, antes de avisar os produtores, se fizerem algum assim acontecer, eu mato vocês!

Um dos produtores completou: Isso não ocorreu a nós, mas obrigado assim mesmo.Rsrsrs!

Como Bran ainda é a única pessoa que sabe que Jon é filho de Lyanna Stark e Rhaegar Targaryen, o ator que faz o Bran disse que o personagem sabe que essa informação foi mostrada a ele por uma razão, podendo não saber exatamente por que, mas é importante que ele espalhe a notícia, imaginando uma possível conversa dele com Jon: A propósito, eu sou o mago da árvore e seu pai não é o seu pai !
O ator se recorda da reação inicial quando soube da revelação. Eu sabia que R + L = J e todas as teorias. Foi legal saber assim como também todo o meu envolvimento naquela cena.

O evento de GoT no Comic-Com mostrou cenas de bastidores, mostrando que a produção da T7 está a caminho e um vídeo de erros de filmagem, mostrando principalmente a dificuldade de Peter Dinklage (Tyrion) com a palavra “benevolente”. 

Não há legendas para esse vídeo, que posto abaixo. As gags são basicamente visuais.






Crown, o Magnífico - The Thomas Crown Affair (1968)

Este filme é para os fãs dos anos 60 e não apenas dos filmes dos anos 60. É um veículo para o lado “cool” de McQueen e o estilo de Dunaway. 

O filme é bem artesanal e muito bem fotografado e dirigido, além da bela trilha sonora. O diretor Norman Jewison faz uso dos efeitos janela na tela em várias partes do filme. Poucas pessoas vão perceber a importância do efeito, pois não vão se lembrar da Expo 67 de Montreal, de onde Norman tirou.

O filme é sobre o roubo de um banco, mas também um estudo do comportamento humano e as características básicas do homem e da mulher. McQueen é um homem de negócios rico e entediado e Dunaway é uma sedutora e elegante investigadora particular de uma empresa de seguros (que paga o prejuízo do roubo ao banco).

Durante o filme os dois jogam um jogo de gato e rato, tanto  no nível profissional como no nível sexual. A tensão sexual atinge o clímax durante um jogo de xadrez e concluindo com um dos beijos mais célebres do cinema (a sequência durou 1 minuto e levou oito horas para ser filmado).

Aqueles que acham que seja um filme de muita ação, vão se desapontar. O roubo é apenas acessório para acomodar a química entre os dois protagonistas.

Houve um refilmagem com Pierce Brosnan, mas nada pode superar o “cool” e o carisma de Steve McQueen.

Curiosidades:

Da mesma forma que o icônico relógio suíço Tag Heuer, que Steve McQueen imortalizou no filme As 24 Horas de Le Mans (1971), os óculos de sol Persol que ele usou nesse filme, fez tanto sucesso, que o fabricante italiano teve que re-editar esse modelo 714 como parte da coleção Steve McQueen.

Faye Dunaway também apareceu no remake de 1999 .

Depois de assistir uma grande parte do filme (ainda a editar), o compositor Michel Legrand pegou férias de mais de um mês , durante as quais ele escreveu 90 minutos de música. O filme foi depois re-editado à música, em vez do contrário. Se essa experiência falhasse, Legrand iria criar uma nova trilha gratuitamente.

Sean Connery teria sido a escolha original para o papel título, mas declinou, cansado de filmar 007 Só se Vive Duas Vezes (1967). Ele depois de arrependeu da decisão.
A canção da trilha do filme é cantada por Noel Harrison, filho de Rex Harrison, mas acredito que a versão de Sting ficou melhor.

Segue abaixo link da versão legendada do filme para download. A cópia está em ótima resolução e não se encontra desta forma na Internet, nem no Netflix.

https://1drv.ms/v/s!AjMUR7SXEhT_iy6rkK3mKHigWfmu

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Nova Série Star Trek para estreia em Janeiro 2017


Bryan Fuller vai ser o produtor executivo, juntamente com Alex Kurtzman. Bryan, na verdade deve ser o mentor das estórias para a nova série da CBS. 

Ele atualmente escreve para a série American Gods e já escreveu para as séries Heroes e Hannibal. Ele começou a carreira, escrevendo episódios para Star Trek Deep Space Nine (1997) e Star Trek Voyager (1997-2001).

A nova série (realmente está faltando um boa série de ficção científica nos canais de TV ou Stream, como a Netflix), está programada para começar a filmar no 3ª trimestre de 2016 e estrear no canal CBS em Janeiro de 2017. Lembrando que em 8 de setembro de 2016, vão se completar 50 anos da 1ª exibição da série clássica Star Trek, com William Shatner, Leonard Nimoy e DeForest Kelley,  criada por Gene Roddenberry e produzida nos estúdios Desilu de Lucile Ball.

A ideia da nova série é introduzir novos personagens e civilizações, existindo fora do plano das antigas séries da TV e filmes-franquia no cinema. O 1º episódio será exibido no canal de TV CBS, mas os demais apenas via stream com o canal CBS All Access Digital a ser inaugurado, justamente com a nova série.

Para quem anda com saudades da série Star Trek, existe um site no Brasil, chamado USSBrazil, que vende algumas memorabílias, com venda online de posters, chaveiros, relógios e até cuecas. Um bom lugar para comprar presentes para amigos e namorados fãs da série.  O site é ussbrazil.com

Fonte: Variety

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Indicações ao Emmy 2016 - Lista Completa


As indicações ao Prêmio Emmy 2016 da televisão foram anunciados em 14 de julho. Abaixo segue a lista dos indicados para o show a ser apresentado em 18 de Setembro deste ano.

Ator Principal em Série - Drama
Kyle Chandler – Bloodline
Rami Malek – Mr. Robot
Bob Odenkirk – Better Call Saul
Matthew Rhys – The Americans
Liev Schreiber – Ray Donovan
Kevin Spacey – House of Cards

Atriz Pincipal em Série - Drama
Claire Danes – Homeland
Viola Davis – How to Get Away with Murder
Taraji P. Henson – Empire
Tatiana Maslany – Orphan Black
Keri Russell – The Americans
Robin Wright – House of Cards

Ator Principal em Mini-Série ou Filme
Bryan Cranston – All The Way – Título “Até o Fim” – sobre Lyndon Johnson
Benedict Cumberbatch  - Sherlock
Idris Elba – Luther
Cuba Gooding Jr. – The People v. O.J. Simpson: American Crime Story
Tom Hiddleston – The Night Manager
Courtney B. Vance – The People v. O.J. Simpson: American Crime Story

Atriz Principal em Mini-Série ou Filme
Kirsten Dunst – Fargo
Felicity Huffman – American Crime
Audra McDonald – Lady Day at Emerson’s Bar and Grill
Sarah Paulson – The People v. O.J. Simpson: American Crime Story
Lili Taylor – American Crime
Kerry Washington – Confirmation

Ator Principal em Série - Comédia
Anthony Anderson – Blackish
Aziz Ansari – Master of None
Will Forte – Last Man on Earth
William H. Macy – Shameless
Thomas Middleditch – Silicon Valley
Jeffrey Tambor – Transparent

Atriz Principal em Série - Comédia
Ellie Kemper – Unbreakable Kimmy Schmidt
Julia Louis-Dreyfus – Veep
Laurie Metcalf – Getting On
Tracee Ellis Ross – Black-ish
Amy Schumer – Inside Amy Schumer
Lily Tomlin – Grace and Frankie

Séries de Reality
The Amazing Race
American Ninja Warrior
Dancing with the Stars
Project Runway
Top Chef
The Voice

Séries de Variedades
Comedians in Cars Getting Coffee
Jimmy Kimmel Live
Last Week Tonight with John Oliver
The Late Late Show with James Corden
Real Time with Bill Maher
The Tonight Show starring Jimmy Fallon

Filme para TV
A Very Murray Christmas  (com Bill Murray)
All The Way – Até o Fim (sobre Lyndon Johnson.
Confirmation
Luther
Sherlock

Mini-Séries
American Crime
Fargo
The Night Manager
The People v. O.J. Simpson: American Crime Story
Roots

Séries - Comédia
Black-ish
Master of None
Modern Family
Silicon Valley
Transparent
Unbreakable Kimmy Schmidt
Veep

Séries - Drama
The Americans
Better Call Saul
Downton Abbey
Game of Thrones
Homeland
House of Cards
Mr. Robot

Fonte: Variety 

Better Call Saul – 3ª Temporada em 2017


A terceira e esperada temporada de Better Call Saul foi anunciada pelo Canal AMC apenas para 2017. Vamos temos que esperar bastante, mas até lá, segue abaixo uma entrevista dele na revista Variety, em Junho de 2016.
Como “Better Call Saul” tem se desenvolvido do seu antecessor, “Breaking Bad” ? Ainda está se desenvolvendo. Eu era um coadjuvante em “Breaking Bad” e ia e voltava em alguns episódios nas temporadas. Agora, estamos nos conhecendo uns aos outros um pouco mais, mesmo depois de duas temporadas de BCS. Respeito muito o tempo que os escritores da série dedicam para o enredo. Eles têm que ficar antenados com o que o público está assistindo. Você não consegue encontrar muitos precedentes para o que eles têm feito com BCS. Obviamente, há algumas similaridades com “Breaking Bad”, mas, na verdade,  há muitas pessoas que comentam como é diferente de “Breaking Bad”.
É uma mudança para você, como ator. Se acostumou com um drama? O esforço é novo, diferente e um grande desafio e eu o abordo sem ter muita base em minha carreira. Mas trabalho duro. Às vezes, quando se está em uma tarefa por muito tempo, você encontra maneiras de contornar, colocando horas de muita dedicação. Eu não tenho isso. Não consigo fazer uma grande cena sem uma tonelada de preparação e ensaio. Não vejo qualquer mudança nisso só porque eu já tenha feito dois anos dela.

Trabalha proximamente com os autores Vince Gilligan e Peter Gould? Minha abordagem é como ator e não tento manipular a estória. Não tento afetar as escolhas deles. Apenas confio neles de que tudo vai dar certo e me foco no que estou fazendo. Algumas pessoas me perguntam se eu gostaria de escrever ou mesmo dirigir algum episódio. A resposta é não, não, não. Já tenho muito coisa para fazer e, nesse momento, aprecio apenas o que o Jimmy sabe.

Houve alguma cena que o desafiou particularmente? Foi a cena em que o Chuck (Michel McKean)
descobre o que o Jimmy fez para sabotá-lo naquele caso perante a Corte de Justiça. É claro que Chuck acertou e expos tudo para a Kim, dizendo o que eu fiz e eu estava lá na cena de pé ouvindo. É uma cena difícil, porque o meu personagem – a mente dele está explodindo ao ouvir o seu irmão detalhar todo o esquema, que realmente aconteceu e de que ele é culpado. Um monte de pensamentos passa pela sua cabeça, mas ele não pode dizer nada, pois a Kim, desempenhada por Rhea Seehorn tão maravilhosamente – é uma personagem muito esperta e perceptiva.
O papel feito pela Rhea Seehorn, Kim, se desenvolveu mais nessa última temporada.
Eu acho que muitas pessoas se perguntaram após a 1ª temporada. “O que ela vê nele? Por que ela está com ele? Eu acho que na 2ª temporada, aparecem alguns aspectos da personalidade dela que não se vê na primeira. Você vê que realmente não a conhecia a princípio. Você percebe que não sabe sobre o passado dela. Começamos a notar que ela é uma personagem complexa e ver alguma atração dela por Jimmy e os modos nos quais os dois são diferentes. Ela realmente gosta da energia e luta dele, a maneira dele de ir atrás das coisas a qualquer momento e ela pode fazer isso também. Ela tem sido fantástica. Espero que ela consiga uma indicação para o Emmy.


O que gostaria de ver na 3ª Temporada? Mike e Jimmy sentados ao pé de uma árvore. Ou
em cabine de atendente de estacionamento. Mais eu e Mike juntos, em disputas. Tem sido muito divertido. Me faz rir bastante. É um grande dispêndio de energia trabalhar com Jonathan Banks dessa forma.


Fonte: Variety – Junho 2016

Passagem para o Futuro - Filme para Download - Raridade !

The Time Travelers (1964) – Passagem para o Futuro (1964)

A razão pela qual esse filme, mesmo depois de 50 anos, está na lista de favoritos de muita gente que gosta de ficção científica, é porque ele é bem feito, com todas as condições de um orçamento baixo e efeitos especiais simples para os padrões de hoje. O enredo é muito mais criativo do que muito do se exibe hoje em dia, quer TV ou cinema. Este é um daqueles filmes meio desconhecidos que, depois que você vê, nunca mais deixa de esquecer. Fica marcado para sempre na memória.

Em resumo, retrata uma equipe de cientistas trabalhando em um campus de universidade com uma tela grande de visualização, projetada par mostrar imagens do passado e do presente e talvez do futuro. Devido à pressão pelo corte de investimentos, eles colocam o equipamento no limite, que acaba ocasionando curtos circuitos, e acidentalmente criando um portal no tempo para o futuro... o resto é spoiler.
O conceito pode ter influenciado outras séries como “O Túnel do Tempo” e, acho, que ainda mais, a série Stargate SG-1.

Um dos pontos altos do filme é a cena onde o portal aparece, quando eles estão do outro lado do portal, na Terra do futuro. É uma cena bem realizada com seu efeito especial (nunca vi nada parecido) e aterrorizante, pois os cientistas veem desaparecer a única esperança que tinham para retornar à Terra de sua época. O outro ponto alto é o final, também assustador, intrigante, avant-garde e que virou cult. Não deixe de assistir até o final.

Curiosidades: o campus usado foi o da Universidade do Sul de Califórnia e todos os atores mutantes do filme foram feitos pelo time de basquete do Los Angeles Lakers, devido à grande altura deles.
Há uma ponta, como um dos técnicos do laboratório no futuro, do famoso editor de ficção científica Forrest J. Ackerman. Veja link da Wikipedia sobre ele: https://en.wikipedia.org/wiki/Forrest_J_Ackerman
Está em Inglês. Uma pena que não existe nada dele em português na Internet.
À direita, imagem dele no filme: 

Muitos atores são bem conhecidos. Preston Forster, o chefe da equipe de cientistas, trabalhou em grandes filmes da década de 30 e 40, entre eles: Últimos dias de Pompeia (1935); O Delator (1935), Legião de Herois (1940) e Minha amiga Flicka (1943), entre outros. Phil Carey, seu assistente, participou com papeis secundários em dezenas de westerns e em séries de TV. E Steven Franken, que faz o papel do mensageiro curioso Danny. Steven fez alguns papeis na série A Feiticeira e em outras dezenas de séries, além do mordomo impagável bêbado do filme Um Convidado bem trapalhão – The Party -  com Peter Sellers. E finalmente John Hoyt, que faz o papel do Dr Varno. Ele participou em vários filmes e é mais reconhecido por participar de um dos pilotos da série clássica Star Trek, junto com o ator Jeffrey Hunter.

Por final , este post é um tributo a Ib Melchior, autor da estória/roteiro e diretor do filme. Ele é autor de vários livros de ficção científica. Faleceu no ano passado, 2015, com 97 anos. Ele será ainda retratado nesse blog na nossa futura Seção de Biografias.


O filme, link logo embaixo para download, não se encontra na Internet do jeito que está, isto é, com legendas em português. É uma raridade. As legendas foram obtidas do site OpenSubtitles e mixadas ao filme. Boa diversão! Comentários são bem-vindos.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Continuações na TV para o Musical Hamilton

 Ideias para continuações de “Hamilton” na TV




Depois de Lin-Manuel Miranda, autor do musical Hamilton, juntamente com os principais atores,  terem deixado o musical na Broadway, os produtores querem saber se a estória, ou melhor, a história, por ter sido baseada em fatos verídicos da história americana – Alexander Hamilton foi o primeiro Secretário do Tesouro dos Estados Unidos da América. Estabeleceu o First Bank of the United States e teve influência no desenvolvimento das bases do capitalismo corporativista americano. Morreu em 1804 num duelo com o então vice-presidente  Aaron Burr, pois foi acusado de conspiração contra a nação norte-americana, por ter criado um banco central para justamente manipular de forma negativa a economia do país (Segundo o que diz a Wikipedia), possa alçar outros voos. O musical, que recentemente ganhou 11 Prêmios Tony – nome do maior prêmio dado para o teatro americano – tem lotação esgotada para vários meses, mas que seguirá com novo elenco. A crítica de TV do Variety, Maureen Ryan, oferece algumas ideias (com os títulos sugeridos), das quais destaco duas delas, de como a indústria da televisão pode conseguir manter os fãs do musical agora na telinha.

“Hamilton , sua vida”:  Algumas canções de Hamilton descrevem a vida trágica de Alexander Hamilton. Por que não uma série de TV focando o jovem Hamilton; poderia lidar com as vidas dos pais, a morte da mãe, o furacão do qual sobreviveu e a série de eventos que o levaram a viajar da Inglaterra para Nova York e se tornar um dos Pais Fundadores do País.

“As Irmãs Schuyler” : Apenas três delas aparecem no musical,  mas há cinco destas mulheres e suas vidas podem criar um bom enredo de novela, centralizada nas suas relações. Um dos pontos altos do musical é como se descrevem as ligações complexas de Angelica Schuyler e Elizabeth Schuyler tiveram com o infatigável Hamilton. Elas o amavam, mas Angelica era casada com outra pessoa e o amor de Elizabeth e Alexander foi verdadeiro, mas ele a enganou várias vezes. Esse spinoff pode agradar o público feminino.

 Uma ideia de série spinoff (continuação) para Hamilton, aqui deste blog:
“A Independência”: Há um vasto campo de ação para se criar uma série com os acontecimentos da época da Revolução de Independência dos Estados Unidos contra a Inglaterra. Tantos personagens podem ser estudados, como George Washington, o próprio Hamilton, Aaron Burr, Thomas Jefferson, para citar apenas alguns e o lado de lá dos ingleses com seus personagens.
Houve uma tentativa com a série John Adams, mas não se explorou toda a potencialidade que aquela época pode gerar.

Fazer uma série, onde todo mundo já sabe qual será o final, parece não despertar muita curiosidade e interesse, mas a série poderia explorar revisionismos históricos e colocar versões e pontos polêmicos, desafiando a história escrita. Como, por exemplo, a dentadura de George Washington era mesmo de madeira? Thomas Jefferson teve realmente um filho com uma escrava?
Não há livro sobre o Hamilton em português, infelizmente. Se você sabe ler em inglês, veja
o livro de Ron Chernow, no qual Lin-Manuel Miranda se baseou para fazer o seu musical. O livro pode ser encontrado aqui nesse link:


Livro custa R$67,88 na Amazon aqui no Brasil. Tem mais de 800 páginas. Certamente, um mergulho profundo e interessante na história. Pena que no Brasil, filma-se ou se escreve muito pouco sobre a nossa história.

Para aqueles que ainda não viram o musical Hamilton, coloco abaixo um pequeno trecho:




Texto Baseado em parte no artigo de Maureen Ryan da revista Variety

sábado, 9 de julho de 2016

Próximas Atrações do Blog em breve - Em fase de edição e tradução de legendas

The Time Travelers, no Brasil foi traduzido como Passageiros do Tempo é um filme ficção científica de 1964, escrito e dirigido por Ib Melchior. O filme, certamente, deve ter inspirado a famosa série de TV, O Túnel do Tempo. O enredo é sobre um grupo de cientistas, que, acidentalmente, cria um portal do tempo, indo para o futuro. Mais detalhes no post com o filme a ser divulgado em breve. Mixagem das legendas e filme sendo ainda preparado por esse blog. Não se encontra esse filme na Internet com versão em português. Uma raridade.
UM CLÁSSICO DA FICÇÃO CIENTÍFICA COM FINAL SURPREENDENTE E CULTUADO ATÉ HOJE.
Veja um trailer do filme aqui embaixo.






The Thomas Crown Affair, ou Crown o Magnífico, como veio ao Brasil.


Filme de 1968 com Steve McQueen, com direção do Norman Jewinson.
Há versões na Internet em sites de filmes, mas não com a resolução boa que iremos postar no blog em breve. Mixagem das legendas e filmes está sendo feita por esse blog.
No trailer a seguir, você poderá ouvir a famosa trilha sonora do filme, cantada nesta versão por Sting, que ficou melhor que na versão original.








The Blue and the Gray (1982), já exibido na TV no Brasil, mas não me lembro qual título colocaram. Literalmente traduze-se como: O Azul e o Cinza , cores dos uniformes dos soldados a União e os da Confederação.
Essa mini-série de três partes mostra o antes e o durante a Guerra Civil. Há um grande elenco, entre eles, Gregory Peck, Stacy Keach e Lloyd Bridges Não encontra essa mini-série no Brasil, até onde eu sei. Estou traduzindo as legendas do Inglês para o Português, por isso, vai demorar um pouco mais para ficar disponível no blog.



TODOS OS TRÊS EM BREVE AQUI NO BLOG.